segunda-feira, 15 de fevereiro de 2010

Universidade não é colégio

Me formei, não estou mais na graduação ou ligado à qualquer universidade, mas depois de seis anos por lá, em dois meses esse vínculo não se desfaz tão rápido... Então o povo do CAPSI - C.A. de Psico Unesp Bauru ao preparar o Manual do Bixo e Bixete de Psicologia Unesp Bauru 2010, pediu para eu deixar alguma mensagem! Como era de se esperar não consegui ser muito sucinto... Mas gostaria de dividir o texto aqui com vocês para que comentem, afinal creio que grande parte dos leitores do blog (e tem?) são universitários.


Ei, você aí. É... você! Meu irmão a partir de agora vai ter que começar a pensar por você mesmo.
Calma lá, calma lá. Não estou dizendo que não pensava antes, mas convenhamos, lá na tua casa as coisas eram diferentes não eram? Bom, ainda não sabe... mas vai ver.
Talvez, você ao ler isso aqui esteja indignado: "Quem esse muleque pensa que é pra vir dar liçãozinha?". Bom, eu não sou ninguém além do que você também é, um Unespiano. Um universitário, um estudante financiado com dinheiro do povo paulista. É que passei 06 anos nesse mundo que é a Unesp, no caso a de Bauru.
Muitos talvez já tenham feito algum curso de graduação antes (que tenham completado ou não), talvez pode ser o primeiro mas você pode ter seus 40 anos e já entender bastante da vida, mas esse texto serve tanto para os que acabam de sair do colegial quanto para os mais vividos!
A primeira coisa para deixar bem clara é: UNIVERSIDADE NÃO É COLÉGIO.

Não é mais aquela mesmice dos outros 11 anos de escola que viveram.

Aliás, posso estar mentindo. Não vai ser aquela mesmice se você fizer algo, porque se quiser viver seus próximos 5 anos na faculdade tal qual uma BUNDA e ORELHA, que vai SENTAR na cadeira e OUVIR o professor e voltar pra casa, estudar, dormir e fazer isso dia seguinte (loop eterno até se formar) a universidade vai ser um colégio no qual vai seguir as ordens que lhe dão e não fazer mais nada. Afinal de contas, já tem gente fazendo todo o resto no mundo, né!?

Mas, você pode acordar na vida e viver a universidade! Seu curso é noturno? Beleza, vá nas aulas à noite, mas o resto do dia não fique em casa vendo videoshow e chaves, vá para o campus. Fazer o que? Sei lá, a universidade oferece muita coisa, as pessoas dentro dela, mais ainda. (Se você trabalha e estuda a noite, as coisas são mais corridas e cansativas, mas tente ir no campus nos finais de semana, por exemplo aqui em Bauru não tem nada... É uma boa hora de inventar alguma atividade e começar a movimentar o campus nos finais de semana, porque Domingo Legal e Faustão uma hora cansam!

Estuda de dia e a noite tá cansadinho? Nada disso! Fique no campus, e se divirta por lá!

Entre nos corredores que na escola eram proibidos, vá na sala do diretor, "roube" um cafézinho da sala de espera, converse com a secretária, vá até o departamento de Psicologia, tome um cafezinho por lá também, passando em frente as salas dos professores, dê um oi. Esqueça que professor é Professor. O cara ali tem que ser seu amigo, não ache que ele é um deus, você vai aprender com ele, mas vai ensinar também... Existem cursos que a distância aluno-professor é abismal, por aqui as coisas são bem próximas! Aproveite isso (já tentaram colocar porta, dificultar isso, mas não dá certo não!). No departamento, conheça as secretárias, não porque são funcionárias e em algum momento você vai depender de um serviço delas, mas porque são pessoas que vivem a universidade também... Converse com os guardinhas, funcionários da Biblioteca, aprenda a usar mais a Biblioteca e menos o Google, na faculdade isso faz bem!

Leia os murais, nosso campus está sempre cheio de cartazes, rabiscos, mensagens, notícias... É festa, venda de móvel usado, vaga em república, jornais independentes, informes do campus e o que mais você puder imaginar...

Assista às aulas, mas também faça pesquisa, extensão!

Depois do almoço, não corra pro LDC (logo vocês vão saber o que é!), passem pelo bosque, durmam ali, façam a merecida "siesta", sem sono? Passe no CAPSI, nos períodos entre-aulas sempre tem gente por lá. Da gestão ou não, mas por lá é sempre divertido... Pode tocar um violão, rabiscar nas paredes, saber o que acontece nas outras turmas, ou simplesmente comer sua marmita na companhia de uma galera!

Cuide da sua vida e do seu desempenho acadêmico, mas não pare por aí. Não seja mais um "umbiguista", se envolva, não precisa ser um revolucionário de mão cheia, mas não seja um reacionário "a priori". Saiba o que se passa nos bastidores da sua faculdade, discuta, debate, vá às assembleias, ajude a melhorar!

ANDE, ande, ande... O campus é grande e cheio de construções, do IPMET e seu observatório até às mais novas construções. Ande fora do seu circuito de sala de aula. Tem muito o que se ver e descobrir!

E principalmente, seja bem-vindo aos melhores anos da sua vida!
(Kpta. Psico 2004-2009 Capsi 2005/2006, 2008/2009)

2 comentários:

  1. Cara, você conseguiu sintetizar bem a mensagem para os bixos, meus parabéns! Abraços, Goiaba.

    ResponderExcluir
  2. Legal a mensagem, Kpta! Além da sala de aula, há muuuito o que se ver, ouvir, sentir, falar na Universidade...

    ResponderExcluir