domingo, 4 de abril de 2010

Cabeça vazia é oficina minha mesmo

Hoje acordei, bate aquele rango e fui pra "capitar", aquela cidadona grande "chei dus prédião". E voltei, na volta dirigindo lá pelas 23h com a pista cheia de neblina não podia dar sono, nem dar "sorte pro azar" dai ficava ouvindo música, cantando e pensando na vida... pensei em muita coisa pra escrever aqui... mas sabe como é né? Estava preocupado em ficar acordado e atento, então não lembro de muito o que pensei... Mas algumas coisas ficaram: Além da minha dica musical no Rock Wall (que apesar de fugir do lugar comum é de rock) vou escrever por aqui de outros estilos. Fiquei com vontade de escrever enquanto ouvia Marisa Monte, Cartola, Novos Baianos, Jorge Ben e Chico Buarque, me deu vontade de tentar fazer uma análise minha sobre "Construção", verso a verso, contexto e soma dessas partes, uma análise música a música da "Ópera do Malandro". Lá pelo meio dos pensamentos até achei que tinha dado um "upgrade" no método do meu projeto, mas não lembro direito... Sei que tinha a ver com Heller, estágio máximo de desenvolvimento do psiquismo e cultura, artes e literatura. Analisar o desenvolvimento da cultura autoritária no brasil pela literatura, mas isso deve ser mais clichê que andar pra frente, apesar de muito interessante.
Estou agora tentando lembrar se tinha mais algo? Lembrei que preciso falar sobre o PNDH e 4 famílias. Esses dias aqui em Botucatu no role, alguns amigos e conhecidos me dizendo que lêem o blog cobraram esses textos... Ok Ok! Irei!

Bom, agora preciso me manter acordado por mais 1 hora e meia pra ver a largada da F1! (lembra, já falei que sou um entusiasta de esporte na televisão!)

Perdão pelo texto corrido e mal escrito... o sono me deixa "ligadão!"

Nenhum comentário:

Postar um comentário