quarta-feira, 7 de abril de 2010

GUERRA CIRÚRGICA, GUERRA "HUMANA". EUA E SUA BARBÁRIE (1/2)

War. What is it good for? Absolutely nothing

Estamos em guerra. E basicamente desde sempre, arrisco dizer que desde que um homem cercou uma área e disse: "Isso é meu", ou seja, desde o surgimento da propriedade privada. Do primeiro confronto entre territórios (de dois proprietários) a tecnologia da guerra evoluiu muito e também arrisco dizer que com a maior eficiência entre todos nossos instrumentos. E isso é fácil de notar quando não conseguimos nenhuma lente que consiga ver um átomo, mas conseguimos duas bombas de fusão e fissão de núcleo atômico enquanto não conseguimos curar dengue, malária, etc...
"Triste época! É mais fácil desintegrar um átomo do que um preconceito." - Albert Einstein
Pensem nas meninas cegas, inexatas

Não sei se é de conhecimento de todos, mas existem convenções que regulamentam a guerra... Por mais absurdo que isso possa parecer. Se não lhe parece absurdo, peço que reflita sobre, talvez já esteja tão acostumado a ouvir nos jornais sobre "de acordo com a convenção da ONU sobre armas armas convencionais o ataque realizado pelo Irã foi irregular", que realmente acha que só Irã é culpado de algo.

Não quero me alongar muito sobre esse assunto, tais convenções existem desde a primeira guerra que comentei lá em cima, na Antiguidade existia o respeito aos mensageiros e diplomatas, que foram "evoluindo" com o respeito à médicos em campo de batalha, até as mais atuais, surgidas após 1945 e os horrores da guerra que o mundo tinha acabado de vivenciar.

Genebra, na Suiça, foi palco de 4 grandes convenções sobre o assunto (1863, 1906, 1929 e 1949) que como é de esperar foram grandes sucessos de divulgação e grandes fracassos de aplicação, afinal de conta são leis para regulamentar a guerra...

A sempre genial, Mafalda

<<>><<>><<>><<>><<>><<>><<>><<>><<>><<>><<>><<>><<>><<>><<>><<>><<>><<>>
IV Convenção de Genebra (1949)

1- Os países em guerra não podem utilizar armas químicas uns contra os outros.
2- O uso de balas explosivas ou de material que cause sofrimento desnecessário nas vítimas é proibido.
3- O bombardeio de balões com projéteis é proibido.
4- Prisioneiros de guerra devem ser tratados com humanidade e protegidos da violência. Não podem ser espancados ou utilizados com interesses propagandistas.
5- Prisioneiros de guerra devem fornecer seu nome legítimo e patente. Aquele que mentir pode perder sua proteção.
6- As nações devem identificar os mortos e feridos e informar seus familiares.
7- É proibido matar alguém que tenha se rendido.
8- Nas áreas de batalha, devem existir zonas demarcadas para onde os doentes e feridos possam ser transferidos e tratados.
9- Proteção especial contra ataques será garantida aos hospitais civis marcados com a cruz vermelha.
10- É permitida a passagem livre de medicamentos.
11- Tripulantes de navios afundados pelo adversário devem ser resgatados e levados para terra firme com segurança.
12- Qualquer exército que tome o controle de um país deve providenciar comida para seus habitantes locais.
13- Ataques a cidades desprotegidas são proibidos.
14- Submarinos não podem afundar navios comerciais ou de passageiros sem antes retirar seus passageiros e tripulação.
15- Um prisioneiro pode ser visitado por um representante de seu país. Eles têm o direito de conversar reservadamente, sem a presença do inimigo.


É fácil de notar o quão absurdos são esses tratados, não?
<<>><<>><<>><<>><<>><<>><<>><<>><<>><<>><<>><<>><<>><<>><<>><<>><<>><<>>

E vem chegando a primavera


E com ela a "humanização" da guerra, a chamada Guerra Cirúrgica...

A guerra é algo ruim que mata pessoas, e por (infelizes) acidente fere inocentes, crianças, escolas e hospitais... Mas para "acabar" com o horror da guerra foram desenvolvidas (lembra do que falei do desenvolvimento tecnológico?) armas inteligentes (não combinam, né?) que acertam o alvo com precisão! Olha que maravilha, assim podemos matar somente aqueles forasteiros malditos que "merecem" morrer! Mas que boa idéia, não? Ufa! Finalmente conseguimos tornar a guerra uma coisa humanitária...

São com essas explicações técnicas mentiras que somos "bombardeados" diariamente para que acreditemos que nossos queridos, honestos e éticos nossos amigos americanos estadunidenses são. É claro que tem uma denúncia aqui, outra acolá. Mas convenhamos eles lançam tantas milhares de bombas e tiros pelo mundo anualmente que uma ou outra tinha que acertar uma criança ou algo assim.

Mas como "temos certeza" a culpa foi de um soldado, não da qualidade da arma... Porque podemos ver no vídeo abaixo a demonstração de excelência dos mísseis usados desde (que eu saiba) Guerra do Golfo no início dos anos 1990.


E porque tudo isso? Bom, se esteve online nos últimos dois dias com certeza já viu sobre o vídeo no qual soldados estadunidenses com alegria e sensação de dever comprido matam civis e crianças... Mas isso fica para a segunda parte, que sai logo mais...

Ps: Cada subtítulo é o link para uma música!

Nenhum comentário:

Postar um comentário