segunda-feira, 25 de outubro de 2010

América Latina Insólita

Estou hoje no câmpus Paranaíba da Universidade Federal do Mato Grosso do Sul para junto de 2 colegas ministrar um curso e um debate de cineclube.

É minha primeira vez em tal posição e confesso que (escrevi isso 3 dias antes da publicação) estou bastante ansioso para o momento e com um pouco de medo! Mas creio que tudo correrá bem... Espero!

Agradeço ao Netto, companheiro de Abrapso, Neppem, Puc pela chance. Afinal quem foi convidado para dar o curso foi ele. Mas ele abriu um espaço para que eu pudesse, também, participar.

Iremos debater o filme "Terra em Transe" e dar um mini-curso "De Suor e de Sangue - A Psicologia da Libertação de Ignácio Martín-Baró (depois com calma falo sobre o autor aqui também), e minha fala será sobre seus conceitos de Grupo e Poder.

Bom essa postagem é só de euforia, agradecimento e um pouquinho de divulgação!

Clique para ampliar

8 comentários:

  1. Gostaria de sugerir um tema para reflexão no blog. a questão ou o rótulo do "riquinho marxista". Ao ler sua pequena biografia aqui, me identifiquei porque desde que resolvi aprofundar meus estudos na Psicologia Social ganhei, sem pedir, uma porção de rótulos de pessoas com quem eu me relaciono, todos pejorativos e a maioria nesse mesmo sentido.

    Eu gostaria muito de ler sobre esse assunto, uma visão pessoal de alguém como vc que já atua na área. Afinal até mesmo dentro do meio acadêmico existem muitos preconceitos devido às raízes filosóficas da abordagem teórica que escolhemos, e sempre penso por exemplo no conflito entre nossas crenças pessoais, como a questão da espiritualidade ou religião e também em certos "padrões" de atitudes que são esperados dos professores/pesquisadores que muitas vezes me parecem mais tentativas de se adaptar ao grupo do que realmente "atitudes".

    Não sei se fui clara e nem se isso seria interessante para vc, mas fica aqui meu pedido de discussão como leitora (recém-chegada) do blog.

    obrigada! Abraços.

    ResponderExcluir
  2. Desculpa se fui rude. Mas não gosto de anonimato. Se a dúvida é séria, me envie um e-mail que podemos conversar numa boa!

    ResponderExcluir
  3. eu pensei em escrever um email, mas como não te conheço achei que teria mais chance de te alcançar por aqui.

    Depois que escrevi me arrependi pois pensei na possibilidade de um resposta rude... e na verdade, quem sou pouco importa, com meu nome e endereço de email, continuo sendo uma anonima.

    Mas deixa pra lá. Pode deletar.

    Obs.: outra sugestão, numa boa: se não gosta de anonimato não deixe essa opção nos comentarios.

    ResponderExcluir
  4. Não, não continua sendo uma anônima como disse. Ninguém o é. Só escolheu, na ocasião, ser.

    Agradeço por ter puxado essa conversa e com isso já explico o porque de ter a opção de anônimo. Para possibilitar isso. Caso contrário, você talvez não tivesse se manifestado.

    E reitero o pedido de me mandar um e-mail para conversarmos sobre o assunto. E peço desculpas por ter sido grosso, mas o fiz por 2 motivos: 1 - Como disse, não gosto de anonimato. 2 - O seu depoimento é bastante real, por aqui também já sofri bastante com isso e não é raro aparecer algum babaca vir fazer esse tipo de comentário, piada. Então achei que se tratava disso.

    O assunto é bom e precisa ser tratado! Mas antes de eu "palpitar" qualquer coisa por aqui, queria poder construir a discussão com você anteriormente.

    ResponderExcluir
  5. A visitor from Caraguatatuba, Sao Paulo
    viewed "Palpitando.com.br: América Latina Insólita" 14 mins ago.
    Vi que conectou! Espero resposta por aqui ou o e-mail!
    Para enviar o email, o endereço está aqui. http://www.meadiciona.com/psykpta

    Só não coloco o meu email aqui direto pra não ficar dando sopa pra spam!

    ResponderExcluir
  6. Haha não sou de Caraguatatuba não. Nem estou em Caraguatatuba. Não entendo muito bem como funcionam esses mecanismos de identificação, mas pelo jeito é mesmo impossível ser anônima! Se você desconfia das mídias e não das pessoas, eu acho que desconfio das duas coisas... juntas então... tenho até medo dessas inteligências da internet!

    Enfim, vou te escrever, não agora, mas em breve.

    Obrigada pela atençao.

    ResponderExcluir
  7. medo desse identificador de visitas... sou praticamente uma analfabeta digital, me assusto com essas coisas. enviei o email, espero que chegue até você.

    ResponderExcluir