sexta-feira, 21 de agosto de 2015

A luta tem que ser por inteira contra o Capital e seus governos que atacam a classe trabalhadora.

Você pode ter ido em uma manifestação no domingo coordenada pela direita mais delirante que se lamenta pela ditadura militar não existir ou não ter matado todo mundo nos anos 70.

Você está do lado de malucos como Bolsonaro, Silas Malafaia, Cunha, Serra e Aécio.

Mas você pode ser contra esses delírios e ter ido pra rua na quinta, coordenado por uma direita "consequente" que hoje dirige PT, CUT que por transformismos diversos leva pessoas em defesa de suas pautas, como a da "Pátria Agropecuária" (Sim, no mesmo dia que milhares estavam na rua defendendo a Dilma, ela estava com Kátia Abreu em evento agropecuário chamando de o Brasil de Pátria Agropecuária"

Se você esteve lá, está do lado de Dilma, Lula, Alckmin, Joaquim Levy, Kátia Abreu, Kassab, Temer, Globo, Folha, Fiesp, Firjan, Bradesco e New York Times.


Atualizem as datas...



A LUTA TEM QUE SER POR INTEIRA CONTRA O CAPITAL E SEUS GOVERNOS QUE ATACAM A CLASSE TRABALHADORA

Seguiremos firmes nas lutas em cada local de trabalho e nas ruas enfrentando os patrões que estão impondo demissões em massa, tentando impor a redução dos salários, contra o governo que escolheu estar ao lado de quem nos explora atacando nossos direitos, contra o Congresso servil da burguesia sempre pronto a aprovar as medidas contra os trabalhadores.

CONTRA AS MEDIDAS DO GOVERNO DILMA QUE ATACAM NOSOS DIREITOS COMO O SEGURO-DESEMPREGO, O ABONO SALARIAL, O AUXILIO DOENÇA E AS PENSÕES.

NO NOSSO SALÁRIO NÃO: CONTRA AS PROPOSTAS DE REDUÇÃO DE SALÁRIOS E DIREITOS E O PROJETO DE TERCEIRIZAÇÃO QUE SEGUE NO CONGRESSO NACIONAL.

CONTRA AS DEMISSÕES: VAMOS A LUTA PELA REDUÇÃO DA JORNADA DE TRABALHO, SEM REDUÇÃO SALARIAL, ESTABILIDADE NO EMPREGO JÁ.

CONTRA A PROPOSTA DA MAIORIDADE PENAL E TODAS AS PAUTAS REACIONÁRIAS DO CONGRESSO QUE AGRIDEM AS MULHERES E HOMOSSEXUAIS.


Nenhum comentário:

Postar um comentário